Thursday, August 23, 2012

 
 
O Pão
 

Sempre me deste alento
quer por cor quer maciez
Com manteiga a derreter
Ou açorda que alguém fez
 
 
 
Foste agora dar-me às mãos
o prazer de tactear
a farinha aveludada
e fermento acrescentar
 
A água, alguém mo disse
E é expressão popular
quando é mais do que a conta
Chama-se: A massa embebedar
 
O forno antigo de lenha
aquecia devagar
foi o tempo necessário
para a massa levedar
 
A tua cor não engana
o forno estava ansioso
por fora saíste torrado
mas lá dentro apetitoso
Na boca de quem entende
de saberes tradicionais
foste assim avaliado:
 
mais umas pitadas de sal
que não ficavas salgado
e se melhor amassado
muito mais apreciado!!!
 

AML



As tuas duas primeiras - A meia  e as 5 agulhas!


Numa noite em que nos recusamos preguiçar foi hora de fazer a minha primeira Oficina
 

 
O passo a passo fica para a próxima e nestas ainda falta rematar com costura invisível que nada mais é que:
 (Linha da frente: tricot Retira; Meia não retira - Linha trás: Meia retira, tricot não retira)
:)
 
 
 
AML

Sunday, August 12, 2012

AnDanças


Andanças - O verdadeiro festiBal Alternativo


Este ano por sugestão da CML lá fomos nós ao Andanças, promovido pela Pedexumbo, nome que nos serve que nem uma luva, ou neste caso, que nem uma meia. Lá adoptamos a maravilhosa caneca (púcaro) que nos serviu muito bem e que promove valores ECO....Eco Eco.




Antes de chegarmos a Celorico da Beira  fizemos uma pequena paragem em terras sobejamente conhecidas. Foi um fartote de rir daqueles que  até nos obriga a cruzar a perna como prova a pose da menina que está de pé. 




Quando chegamos, ja depois de uma busca incessante (sem sucesso) para comprar tabaco,  pois a claudia deixou de fumar e precisava, chegamos ao Fest e a primeira a ousar foi quem? quem? ah ah, voilá


Isto é  prática de slackline pela menina destemida que foi brutalmente estimulada a experimentar a "corda" pelo primeiro gay da Bicha, ou como se diz agora - Fila:  Já se está a ver:
 - Fá experimenta! anda , então!!, és mesmo boa nisto!....e assim foi até ao olhar 33 que ela lhe dirigiu quando este ousou toca-la ao de leve. Mas, à ida embora eu disse-lhe: 
- CML ele gostou de ti, mas ela implacável disse logo;
- Sim sim, ele queria era amiguinhas para conversar!!!!!. e PRONTUS
Encontrou-se no caminho esta árvore tao lindinha decorada pelas crianças pé de chumbinho



A menina a fazer slackline lá ao fundo, sou Eu claro....vê-se logo pelo bronze,  elegância e  equilíbrio




Havia vários espaços: duas tendas, uma com musica ao vivo e outra com professor de dança como foi o caso do rancho folclórico que nos fez despertar o nosso mais fervoroso sangue Português. Do Norte. Dançamos bastante e cantamos. Foi muito giro não só pela dança como pelas cantadas etc.



É muito interessante o facto de todos dançarem com todos e haver desde crianças até velhinhos. Um encontro social  de gerações que comunica  através da dança.



Para finalizar as danças colocamos um video que mostra a animação e comunhão entre todos os presentes, excepto duas artistas que aproveitaram o momentos para se limitarem a filmar e comer.

video




O encontro durou 24 horas e entre assistir a um concerto da maravilhosa banda Uxu Calhus, dormir no carro e comer bifanas, porque sem tabaco a fominha é muita , acabamos em grande a relaxar na zona de pinheiros e para apritivo um "café do Yoga" - Uma meditação feita com a orientação da Joana (amiga da Mrs O.).



E partimos rumo à Capital com os mesmos pés com que chegamos, mas mais sujos. 




AML, CML

Thursday, August 9, 2012

fui à cata

de uma foto antiga e acabei por descobrir tantas coisas boas...

encontrei também um gorro que tinha feito - não me lembro a quem o dei - mas, como sempre, faço uma espécie de passo a passo através da lente fotográfica.






















o urso, para além de candeeiro e árvore de natal, também serve de modelo para algumas ocasiões. 

acuse-se o dono/a deste gorro.



e junto a estas fotos, estava ela: A MARIA. que saudades...


e junto à MARIA estavam eles, os papagaios de lisboa que, sempre que passam fazem questão de nos avisar. são estridentes e quase fluorescentes
adoro-os! e sempre que passam eu paro só para os contemplar. 
tenho a sorte de os ouvir do meu quintal. 
e antes de mudar de casa, tive a sorte de os fotografar mesmo em frente à minha janela. 


reza a história que o periquito-de-colar começou a reproduzir-se em estado selvagem em Portugal nos anos 80 talvez por fuga acidental de cativeiro ou introdução deliberada, pois era uma ave muito popular nas lojas de animais.
30 anos depois eles habitam lisboa como se aqui tivessem nascido, adaptaram-se ao clima, reproduziram-se, voam livremente, sem donos, e fazem as delícias aos menos distraídos.

CML

Wednesday, August 8, 2012

tã bonita!

só de mim
é uma declaração de amor. descobri-a hoje por acaso e achei-a tã bonita, que me apeteceu mesmo partilhá-la. o amor é lindo! 

poder ter mais cinco minutos de sono pela manhã. 
que o despertador toca cinquenta vezes até que se levante.
ela não é romântica por natureza, mas uma demonstração espontânea da tua parte vai fazê-la fraquejar.
ela não sabe cozinhar, mas vai esforçar-se para fazer o teu prato preferido. 
e se não estiver bom, ela vai rir-se do falhanço, em vez de corar.
porque se lhe partires o coração vais perdê-la para sempre. 

para assistir aqui: http://vimeo.com/36740863
CML